Autonomia e deficiência intelectual

O ganho de autonomia não é um processo exclusivamente individual; ele acontece também na relação com o outro.


Ao pensarmos em autonomia, especialmente quando o objeto de nosso pensamento é uma pessoa com deficiência intelectual, falamos em autocuidado, locomoção, condição para o enfrentamento de imprevistos...
Mas também consideramos trabalho, diversão, vínculos afetivos...
Assim, a autonomia implica a vivência com o outro, a coexistência.

Uma das atividades propostas ao grupo hoje procurou exercitar essa ideia: nossas alunas deveriam concluir o trabalho realizado na área pedagógica, elaborando um esquema que sintetizasse as principais informações do texto discutido nas últimas aulas. Receberam material e uma sugestão para a forma de organizá-lo. O restante ficou por conta delas: divisão de tarefas, resolução de conflitos, respeito às competências das colegas.

Vejam o resultado que alcançaram.





Nenhum comentário:

Postar um comentário