Trabalho pedagógico com pessoas com deficiência intelectual para o emprego do sistema monetário

A compreensão e o emprego do sistema monetário talvez sejam dois dos maiores desafios do trabalho desenvolvido com pessoas com deficiência intelectual. Por outro lado, seu domínio é um fator importante para a inclusão social.

Nosso grupo recebe uma mesada dos pais, que fica guardada no Núcleo. Este dinheiro é usado para a compra do lanche durante as aulas, e para financiar os passeios organizados pelo Programa Raízes e Asas.
Uma vez por semana, as alunas fazem o controle da verba que possuem: lançam "entradas" e "saídas" numa planilha, e calculam e conferem seu saldo.
É um processo que envolve várias etapas de aprendizagem e, como nosso grupo é bastante heterogêneo, temos alunas em cada uma delas: há as que precisam de auxílio ainda no registro do movimento "financeiro", e aquelas que já começam a somar mentalmente cédulas e moedas.

Assim, se há uma dificuldade significativa no que tange ao entendimento da lógica, o aprendizado de técnicas específicas pode amenizá-la.




Nenhum comentário:

Postar um comentário